|....Teatro-treinamento  |....Training-Shows  |....Técnicas Vivenciais  |...Workshop

|...O Livro

|...Você Resolve

|...Espetáculos


Alguns conceitos para se entender melhor o Teatro-treinamento

Para entendermos bem o que é teatro treinamento, precisamos entender melhor o que é teatro. Se você é um conhecedor dos mistérios do teatro, pule este artigo. Mas se você quer conhecer alguns conceitos fundamentais, vamos a duas definições:

 

Aristóteles: "A tragédia (o teatro) é a imitação da ação".

Na definição de Aristóteles, duas palavras-chave: imitação e ação.

Imitação indica simulação, cópia, alguma coisa que não é a coisa original, mas uma reprodução dela.

E a palavra ação, impregnada de tempo e movimento, sugere algo que se inicia, evolui e conclui, um acontecimento. Não foi por acaso que se desenvolveu uma forma cênica chamada happening.

 

Stanislavski: "O teatro é a representação da vida do espírito humano, ao vivo e em forma artística".

Em Stanislavski, quatro conceitos: representação, vida do espírito humano, ao vivo e forma artística.

Representação (re-presentar, tornar presente, repetir) traz a idéia de imitação previamente elaborada, de repetição da simulação.

A vida do espírito humano é, para Stanislavski, o escopo da representação. Sem dúvida, um conceito bastante amplo, universo no qual se inserem os nossos conflitos e contradições, fomes e medos e, sem dúvida, também o conhecimento, indissociável da vida do espírito humano.

Ao vivo - o teatro acontece no instante e no local onde é observado, o agente da representação e o seu observador estão no mesmo ambiente, na mesma hora. Não existe reprodução digital, fonográfica ou fotográfica da representação, que possa substituí-la. Essa característica diferencia o teatro das formas dramáticas projetadas, como o cinema e a televisão. A obra deixa de existir ao final da representação, não é possível apreciá-la depois. Quem não viu, visse.

Em forma artística, indica a pretensão do teatro a uma condição transcendente. A representação, além de re-tratar a vida do espírito humano ao vivo, deve receber tratamento estético elaborado. O teatro destina-se ao fruir estético, compartilhado entre quem assiste à ação imitada e quem a pratica. Daí a denominação espetáculo, que designa uma representação teatral e, genericamente, algo digno de se ver.

 

Ainda alguns conceitos básicos se fazem necessários:

Teatro - a palavra grega teatron designava o local destinado à acomodação das pessoas que assistiam à representação, nos anfiteatros. Literalmente, significa "lugar de onde se vê". Etimologicamente, o produto teatro é definido a partir do ponto de vista do consumidor.

Cena - a ação representada, em público, para ser apreciada. No teatro, todos os elementos são acessórios da cena, tudo deve convergir para que o impacto da ação representada sobre o observador seja máximo. Tal como todas as formas de arte, o teatro é linguagem. A cena é a síntese expressiva do teatro enquanto linguagem. É com este sentido que se encontra a palavra cena neste estudo.

Esta palavra também costuma ser empregada para designar partes de uma peça (ex.: a cena do balcão de Romeu e Julieta), ou o próprio espaço cênico (do grego skène - lugar onde se pratica a ação, palco), ou mesmo o cenário de uma peça. Para evitar confusões, diremos espaço cênico, palco, ou cenário. E quando nos referirmos a uma parte de uma peça, seremos explícitos.

Encenação - Sendo a cena a síntese expressiva do teatro, a encenação é a gramática da cena, o instrumental construtivo e analítico desta linguagem. Toda linguagem tem a sua gramática, que é o conjunto das convenções e elementos estruturais que a formam. O estudo da encenação compreende, portanto, o conhecimento de:

- convenções cênicas;

- estilos e tradições;

- elementos que compõem a cena.

Encenar - É empregar todos os componentes - o vocabulário - do teatro para a construção da cena, segundo regras gramaticais próprias, com objetivo de comunicar, sensorial e intelectualmente.

Ator - aquele que pratica a ação. Dentro da concepção grega, o celebrante do ritual.

Personagem - de persona, pessoa imaginária que é representada, imitada pelo ator. Ator, personagem e espectador são os elementos indispensáveis ao teatro. Se um deles não estiver presente, não há teatro. Todos os outros componentes são acessórios. Puristas discutem se personagem é termo feminino ou masculino. Por julgar a questão irrelevante, utilizaremos indistintamente o personagem ou a personagem.

Espectador - cúmplice do ator na representação. Sabe que se trata de uma imitação e reage como se estivesse diante da personagem a praticar a ação imaginada. De fato, a situação teatral é um jogo. O termo em inglês - "play" dá um bom indicativo. Como disse Peter Brook: "Uma peça é um jogo e um jogo é uma peça". Daí, talvez, a origem da expressão "pregar uma peça".

Peça - O termo é empregado tanto para designar um texto dramático quanto uma representação completa. Quando se pretende diferenciar, utiliza-se os termos texto e espetáculo, ou encenação. Uma peça é dividida em atos e cenas (ex.: a quarta cena do segundo ato).

Alberto Centurião

Fragmento do livro Teatro-treinamento, em fase de elaboração.

 

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
centurione@centurione.com.br

Last modified: janeiro 07, 2008